Sortilégio, Feitiço e Magia

Sortil gio Feiti o e Magia Verso a verso ele buscaPor sua amada do cora o Donzela levada por uma bestaE tomada por uma ilus o Dispon vel gratuitamente em smashwords books view

  • Title: Sortilégio, Feitiço e Magia
  • Author: Carina Portugal
  • ISBN: 9781310680939
  • Page: 268
  • Format: ebook
  • Verso a verso, ele buscaPor sua amada do cora o Donzela levada por uma bestaE tomada por uma ilus o Dispon vel gratuitamente em smashwords books view

    • Free Download [Music Book] ↠ Sortilégio, Feitiço e Magia - by Carina Portugal ´
      268 Carina Portugal
    • thumbnail Title: Free Download [Music Book] ↠ Sortilégio, Feitiço e Magia - by Carina Portugal ´
      Posted by:Carina Portugal
      Published :2019-07-16T19:00:00+00:00

    2 thoughts on “Sortilégio, Feitiço e Magia

    1. Carina Portugal nasceu a 19 de Junho de 1989 Licenciou se em Biologia ramo de Biologia Molecular e Gen tica , pela Faculdade de Ci ncias da Universidade de Lisboa.Apaixonada pelo g nero Fant stico, publicou contos em v rias antologias, entre as quais Voll spa, com O Acorde das Almas HM Editora, 2012 A Fant stica Literatura Queer, com Duas Gotas de Sangue e um Corpo para a Eternidade Tarja Editorial, 2012 Tr ma, com o conto O Cais do Poeta 2012 Drag es, com o conto A Alma dos Mil Nomes Editora Draco, 2012 recentemente participou na Antologia F nix de Fic o Cient fica e Fantasia, V II e III, com os contos J Sinto e Frio, cada vez mais Frio , respectivamente 2013.Participou em algumas webzines, como a Revista Abismo Humano 2010 e a Nanozine 2012 Para al m disso, publicou os e books Os Passos dos Destino , em co autoria com a escritora Carla Ribeiro 2009 , O Retrato da Biblioteca 2012 , Poesia Dispersa 2013 , Duas Gotas de Sangue e um Corpo para a Eternidade re edi o, 2013 e Cora o de Corda 2013.Actualmente colabora no projecto Fantasy Co dedicado publica o e divulga o de contos de jovens escritores portugueses.

    2. O que salta mais à vista é o facto de ser escrito em forma de poesia. Confesso que, ao início, pensei que fosse apenas um poema a servir de introdução ao conto, como por vezes a autora faz. Para além da inusualidade do verso na fantasia actual, de certo modo aproxima o conto da tradição oral, que propagou a maioria das histórias fantásticas que conhecemos. A rima não afectou a narrativa, havendo personagens bem definidas e com a profundidade que a forma escolhida permite. A trama avan [...]

    3. Gostei bastante. Surpreendeu-me o facto de ser em poesia, ficou uma história contada de modo diferente. Bom resultado, sem dúvida.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *